A praça da prefeitura já sem o piso

O centro de convivência comunitária sem o piso, que será substituído

Todo o calçamento do Centro de Convivência Comunitária Deputado Federal Renato Celidônio já foi retirado, na primeira fase do eixo monumental, entre a Catedral e a Prefeitura de Maringá. O piso foi colocado na gestão do ex-prefeito Said Ferreira, quando as duas praças (Desembargador Franco Ferreira da Costa e a dom Pedro I) foram unidas formando o centro de convivência comunitária, para lembrar a ágora, a praça principal das antigas cidades gregas, local em que se instalava o mercado e que muitas vezes servia para a realização das assembleias do povo.

Foi preciso um prefeito com ascendência grega acabasse com o projeto; a praça tinha um parlatório, que agora possivelmente não existe mais, a se observar o desenho divulgado do projeto. O desenho original também previa o fim das palmeiras em formato de Catedral, idealizado por Annibal Bianchini da Rocha, mas depois de alertada a prefeitura garantiu que não haveria mudança.

A milionária obra tem continuidade também no entorno da Vila Olímpica, onde já não há mais calçadas. Recorde-se que, no caso da chamada praça da prefeitura, a empreiteira responsável é a mesma que construiu o terminal urbano de passageiros, onde o piso “saltou” e até hoje a questão permanece judicializada.

O local durante a realização de evento festivo
Advertisement
Advertisement

Atenção: Para compartilhar esse conteúdo do Maringá News, por favor utilize o link ou as ferramentas de compartilhamentos oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Maringá News/Blog do Rigon estão protegidos pela legislação brasileira sobre direitos autorais. A cópia ou reprodução de conteúdo produto pelo site em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização por escrito da empresa, implicará em medidas judiciais de acordo com a lei de direitos autorais 9610/98.