Mascotes para o Proerd

Bonecos de pelúcia e de panos serão usados em projeto educacional contra as drogas

A Secretaria Municipal de Educação solicitou e a Prefeitura de Maringá vai licitar vários itens sobre o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), que em agosto deste agosto do ano passado formou mais de mil alunos, entre eles bonecos de pelúcia e de pano. O programa é uma parceria com o Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária.

Para ajudar na prevenção contra o uso de drogas, já que o projeto reforça a autoestima e contribui para a resolução de conflitos sem violência, serão gastos até R$ 484.789,00 com materiais que vão de 3.560 mascotes de pelúcia do leão Proerd (R$ 54,90 o valor máximo para o pequeno) até 15 grandes (R$ 885,00), passando pela fantasia do leão Daren (R$ 4.970,00).

Também será adquirido num dos lotes a boneca Cora (3.150 a R$ 48,00 cada uma, no máximo), boneco de pano bordado, além de 290 bonecas semáforo do toque (menina) e outros 290 com a figura de um menino, pagando-se até R$ 95,00. A concorrência é aberta a empresas de todos os portes e a abertura dos envelopes acontecerá no dia 8.

A propósito do programa, o mascote, leão Daren, está associado à sigla em inglês Drug Abuse Resistence Education (Dare), que deu origem ao Proerd. O programa foi criado nos Estados Unidos em 1983 e implantado no Brasil em 1992, inicialmente pela Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Foto: Reprodução/Edital

Advertisement
Advertisement