festas universitárias

Opinião

Festas universitárias

Leitor considera que a morte de um jovem Universitário de 21, na madrugada de ontem, na Unicamp, reforça a necessidade de se achar medidas para gerenciar as festas universitárias. “Não as condeno, e muito pelo contrário. Eu adorava as festas na UEM durante a graduação. Na USP também. Era só o que tinhamos. Estudantes, em sua maioria, não tem condições de frequentar os bares mais badalados. Mais de 30% entra na UEM em condições de vulnerabilidade social (dados da CVU). A juventude clama por espaços. Se não os tiverem, elas criam. Só que esta criação sai em condições de “ilegalidade”. É fundamental que se proveja esta demanda. Achei muito oportuna a matéria do Sinteemar sobre o assunto, em edição recente de um periódico“.